Como resgatei uma cadela grávida desnutrida e desesperada que pulou no meu carro chorando, implorando por ajuda.

Como resgatei uma cadela grávida desnutrida e desesperada que pulou no meu carro chorando, implorando por ajuda.

Era uma bela tarde quando Associazione Ohana e sua família saíram para um passeio no campo. Enquanto dirigiam por uma estrada de terra estreita, eles de repente notaram um cachorro magro e desnutrido perseguindo o carro deles, latindo em busca de ajuda. O coração de Associazione Ohana se comoveu com o cachorro, e eles rapidamente pararam para ver o que estava errado.

Ao saírem do carro, eles viram que o cachorro estava gravemente grávida e parecia estar em sofrimento.

Seu pelo estava emaranhado, e ela estava coberta de carrapatos. Associazione Ohana sabia que precisava ajudar, então se aproximou do cachorro lentamente, tentando acalmá-lo. Para surpresa deles, o cachorro era muito amigável e permitiu que Associazione Ohana se aproximasse. Eles cuidadosamente o levaram em seu carro e o trouxeram de volta para casa. Eles imediatamente chamaram o veterinário para examiná-lo.

O veterinário confirmou que o cachorro estava desnutrido, tinha o sangue infectado e estava cheio de carrapatos. Mas o veterinário também confirmou que ela estava prestes a dar à luz a qualquer momento. Eles deram o nome de Bea ao cachorro e o providenciaram com uma cama confortável e muita comida e água. Após um dia de descanso, Bea entrou em trabalho de parto. Associazione Ohana e sua família ficaram surpresos ao ver que Bea deu à luz a 10 lindos filhotes.

Dia 2: Apesar de sua doença, Bea foi uma excelente mãe, cuidando cuidadosamente de seus recém-nascidos, garantindo que estivessem limpos, quentes e bem alimentados.

Dia 8: Os 10 lindos filhotes foram cuidadosamente cuidados, sua saúde está muito boa. Dormem bem, bebem muito leite.

Dia 45: Todos receberam a primeira dose da vacina. 21 dias depois, a segunda dose da vacina foi dada.

Dia 60: Eles até encontraram lares amorosos para cada um dos filhotes, mas sabiam que não podiam deixar Bea partir.

 

Bea havia se tornado parte de sua família, e eles a amavam profundamente. Mesmo que ela tivesse passado por tantas dificuldades, ela sempre foi amigável e grata pelo cuidado que recebeu. Associazione Ohana e sua família garantiram que Bea recebesse o melhor atendimento médico e todo o amor que ela merecia.

No final, Bea se recuperou completamente e viveu uma vida longa e feliz com Associazione Ohana e sua família. Ela permaneceu uma mãe maravilhosa e amigável que havia superado tanto e mostrado o verdadeiro significado de resiliência e amor incondicional.

Video: 

 

Comments

No comments yet. Why don’t you start the discussion?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *